Hospital Infantil é referência no tratamento de pé torto congênito

Somente nos dois primeiros meses de 2022, 83 crianças com pé torto congênito foram atendidas no Hilp
Por Alexandra Teodoro

Uma em cada mil crianças nasce com um ou os dois pés na posição errada, é o chamado pé torto congênito (PTC).  Durante a gestação, o bebê nasce com o pé direcionado para baixo e a parte posterior virada para dentro. Geralmente, a panturrilha é mais fina e o pé menor. Porém, nem todos sabem que essa condição possui tratamento e o Hospital Infantil Lucídio Portella (Hilp) é referência na área. Durante os meses de janeiro e fevereiro de 2022, 83 crianças com o problema foram atendidas.

Foto: AssessoriaSomente nos dois primeiros meses de 2022, 83 crianças com pé torto congênito foram atendidas no Hilp
Somente nos dois primeiros meses de 2022, 83 crianças com pé torto congênito foram atendidas no Hilp

Vinícius Nascimento é diretor-geral do HILP e cirurgião ortopedista, especialista em PTC. “No HILP, todos os dias chegam crianças de todas as idades com pé torto congênito. Quanto mais cedo a criança for tratada, melhor a qualidade de vida dela, já que a condição a impede de andar e usar calçados comuns”, afirma o médico.

O diagnóstico é feito ainda durante a gestação e o tratamento pode ser iniciado nos primeiros meses de vida. O tratamento inicia com a colocação de gessos para a correção da posição do pé, que devem ser trocados periodicamente. Dependendo da gravidade, é necessária cirurgia para corrigir a deformidade.

Maria Paulina tem 8 anos e foi ao Hospital Infantil iniciar o tratamento para pé torto congênito junto com sua mãe Paula Vanessa. Ela é natural de Itaueira e tem o sonho de conseguir andar. “Gostei muito do atendimento, os médicos foram muito legais e atenciosos”, revela a menina que já colocou o primeiro gesso.

“Estou muito feliz com o atendimento do Hilp. Ela vai fazer a cirurgia que tanto esperamos, comemora a mãe.