Partidos se mobilizam para indicar representantes nas comissões técnicas

A Assembleia tem 11 comissões técnicas, mas a CCJ é a mais cobiçada
Por Alexandra Teodoro
Foto: AssessoriaComissões técnicas já em foco
Comissões técnicas já em foco

O deputado estadual Cícero Magalhães defende que o Partido dos Trabalhadores assuma a presidência da Comissão de Constituição e Justiça, a principal comissão técnica da Assembleia Legislativa, pelo critério de merecimento e por ter a maior bancada na Casa.

“Outros partidos, em acordo, já presidiram a comissão. Em 2019 foi o PP. Em 2020 foi o MDB. Agora deve ser o PT. Nós estamos reinvindicando a presidência da CCJ, não menosprezando as outras comissões, mas esta é a que tem maior visibilidade”, justificou.

A Assembleia tem 11 comissões técnicas, mas a CCJ é a mais cobiçada por ser dela a decisão de receber ou não os projetos de lei e mensagens dos outros poderes. Todos os partidos estão se mobilizando para a escolha dos seus representantes nessas comissões.

Até ontem (3), apenas o Progressistas havia apresentado os nomes nas comissões. Segundo o deputado B. Sá (PP), o deputado Júlio Arcoverde ficará na CCJ, ele próprio irá para a Comissão de Fiscalização e Controle, Finanças e Tributação. O deputado Firmino Paulo irá para Comissão de Administração Pública e Política Social.

Saiba mais sobre: