Correios aderem à mobilização em defesa do serviço público

Dia Nacional em defesa do serviço público, nesta quarta-feira, 18, faz parte do calendário do PT
Por alexandra teodoro
Foto: assessoriaForas Bolsonaro
Foras Bolsonaro
Foto: assessoriaForas Bolsonaro
Foras Bolsonaro

Os trabalhadores dos Correios aderiram ao “Dia Nacional de Paralização e Mobilização dos Servidores Públicos” que ocorre nesta quarta-feira, 18, em defesa do setor público, ameaçado pelo governo Bolsonaro.

Liderados pela Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect), a categoria deve entrar em greve geral por tempo indeterminado contra a privatização.

A decisão foi tomada em plenária nacional da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect) , que discutiu além do combate à privatização, o andamento da campanha salarial 2021/2022.

O “Dia Nacional de Paralização e Mobilização dos Servidores Públicos” integra o calendário de lutas do #ForaBolsonaro e contará com participação de diversas categorias em todo o país.

Nesta segunda-feira, a presidenta nacional do Partido dos Trabalhadores reafirmou o compromisso da legenda com as manifestações desta quarta-feira. Um grande ato nacional já está marcado para o dia 7 de setembro.

“Nesta quarta-feira (18), teremos a Greve Nacional dos Servidores Públicos e Mobilizações #ForaBolsonaro”, convocou a presidenta do PT, Gleisi Hoffmann. Nas redes sociais, Gleisi convocou toda a militância para participar com panfletagem nas ruas, pontos de ônibus e metrôs.