Ações de governo contra a Covid-19 viram tema de debate na sessão

Deputados do PT responsabilizam Jair Bolsonaro pelas mais de 410 mil mortes
Por Alexandra Teodoro
Foto: AlepiJoao de Deus - PT
Joao de Deus - PT

Os deputados do Partido dos Trabalhadores João de Deus e Cícero Magalhães responsabilizaram o presidente Jair Bolsonaro e as omissões do Governo Federal no combate à pandemia do novo coronavírus pelas mais de 410 mil mortes causadas pela Covid 19 no Brasil.

Durante o espaço destinado aos pequenos avisos da sessão plenária virtual desta quinta-feira (6), os deputados defenderam o Governo do Estado, afirmando que o governador Wellington Dias vem adotando todas as medidas contra a pandemia, priorizando ações para salvar vidas.

João de Deus afirmou que Jair Bolsonaro é negacionista, faz aglomerações, não usa máscara e ataca prefeitos e governadores que combatem o novo coronavírus. “Espero que a CPI da Pandemia apure a responsabilidade pelas mortes ocorridas no Brasil”, acrescentou ele. O deputado Evaldo Gomes (Solidariedade) declarou que o presidente vive promovendo aglomerações e não usa máscara.

Investigações – O deputado Marden Menezes (PSDB) disse que “todos têm culpa pelo que está acontecendo ao Brasil”, que o Piauí está sendo investigado pela Polícia Federal devido a suspeita de desvio de recursos e pediu que João de Deus e a bancada do PT assinem o requerimento para instalação da CPI da Covid no Piauí encabeçado pela deputada Teresa Britto.

João de Deus contestou a posição de Marden Menezes, lamentando que ele tenha adotado a posição de defender o presidente Jair Bolsonaro. O deputado Cícero Magalhães (PT) declarou que Jair Bolsonaro vive ameaçando a democracia no Brasil, atingindo o Congresso Nacional e o STF (Supremo Tribunal Federal” e frisou que ele é o culpado por toda essa tragédia da pandemia, pois “é um negacionista e um corrupto que gastou milhões de reais em suas férias”.

CPI – Por sua vez, a deputada Teresa Britto (PV) afirmou que recebeu novas denúncias de que pacientes da Maternidade Evangelina Rosa não estão sendo isolados dos contaminados pela Covid 19. Ela afirmou que faltam medicamentos e insumos para atender os pacientes.

Teresa Britto fez um convite a todos os deputados para assinarem o requerimento da CPI da Covid porque existem vários motivos para que a comissão seja instalada, dentre eles, o de que é preciso haver transparência na aplicação dos recursos para combate à pandemia no Piauí.

Medidas - O deputado Francisco Costa (PT), líder do Governo, afirmou que o Governo Federal se omitiu em assumir a condução do combate à pandemia, não orientou sobre o uso da máscara e sempre teve posição contrária às determinações da Ciência contribuindo para a mortalidade das pessoas. “No Piauí, foram tomadas muitas medidas para salvar vidas”, declarou ele.

Francisco Costa declarou que os municípios estão aplicando as vacinas em todo o Estado, que foi formada uma comissão de acompanhamento do combate à Covid no Piauí e que pediu informações ao secretário de Saúde, Florentino Neto, sobre o que foi repassado ao Piauí pelo Governo Federal. Ele assinalou que na próxima semana apresentará um relatório sobre a questão.

Fake News - O deputado Francisco Limma (PT) disse que é preciso abrir CPI para investigar quem divulga fakenews, como a de que o Piauí recebeu R$ 19 bilhões do Governo Federal. Ele frisou que esse volume de recursos é superior ao do orçamento do Estado e que as fake news são a base do Governo Federal.

Francisco Limma assinalou que dizer que o Governo do Piauí desviou vacinas é fake news e que é preciso fazer um debate político que ajude a esclarecer a sociedade. “Não se deve divulgar coisa mentirosa”, frisou ele.

Marden Mendes disse, no encerramento do debate, que somente um brasileiro agradeceu pelo país ter a Covid, que foi o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. E que jogar a culpa sobre outra pessoa é tentar se livrar de sua responsabilidade.

Foto: AlepiJoao de Deus - PT
Joao de Deus - PT

Saiba mais sobre: