PRF autua dois caminhoneiros portando 88 comprimidos de “rebites

Esse medicamento é utilizado pelos motoristas como inibidor de sono
Por Alexandra Teodoro

Policiais Rodoviários Federais na noite de ontem, dois caminhoneiros pelo crime de Portar, para Consumo Pessoal, drogas sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar.

Os policiais realizaram a abordagem aos veículos de carga Vw/24.280 Crm 6x2 e Vw/24.250 Cnc 6x2. Durante os procedimentos de fiscalização, verificou-se que não havia comprovação do tempo de direção e descanso nas últimas 24h. Ao realizar busca pessoal e veicular foram encontrados 88 unidades de comprimidos do medicamento Nobésio Extra Forte em posse dos caminhoneiros.

Ao realizarem abordagem ao veículo de carga Vw/24.280 Crm 6x2, na noite de quarta (02) na BR 316 em Valença do Piauí, foram encontrados uma cartela com 75 unidades de comprimidos do medicamento Nobésio Extra Forte.

Foto: AssessoriaEsse medicamento é utilizado pelos motoristas como inibidor de sono
Esse medicamento é utilizado pelos motoristas como inibidor de sono

Já durante a abordagem ao veículo de carga Vw/24.250 Cnc 6x2, ao realizarem busca pessoal e veicular foram encontrados 13 comprimidos de Nobésio Extra Forte em posse do condutor.

Ao ser questionado sobre a origem dos entorpecentes, o primeiro condutor informou ter adquirido os comprimidos de “Rebites” na cidade de Bendegó/BA por R$ 25,00 cada cartela e que não teria ingerido nenhum comprimido nesta viagem. Já o segundo condutor informou ter adquirido o medicamento em Santana/BA pelo valor de R$ 30,00 a cartela, e que ingeriu dois comprimidos durante a viagem.

Esse medicamento é utilizado pelos motoristas como inibidor de sono, comumente conhecido como “rebite”, de forma a prolongar o tempo acordado e poder dirigir por longas distâncias. No entanto, a droga afeta diretamente os reflexos do condutor, podendo ocasionar acidentes.

Diante das informações obtidas foi constatada, a ocorrência de Porte de droga para consumo, assim para cada condutor foi lavrado um Termo Circunstanciado por descumprimento do Art. 28 da Lei. 11.343/06 (Porte de droga para consumo).