Adolescente de 12 anos pode ter sido dopada e estuprada pelo companheiro da avó

A polícia investiga o caso após denúncia da avó da menina
Por alexandra teodoro
Foto: assessoriaImagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa

O Conselho Tutelar de Teresina, através do conselheiro Ivan Cabral confirma que a adolescente contou o que teria acontecido e que motivou a denúncia da avó da menina contra o próprio companheiro.

O crime de estupro teria ocorrido no dia 9 de outubro, na zona leste da capital. A adolescente passou mal e foi encaminhada a uma unidade de saúde. A menor relatou que o refrigerante oferecido pelo acusado estava com uma cor diferente mas que mesmo assim, não desconfiou. Ela conta que horas depois ficou sonolenta e à noite, o acusado chegou a tocar nas parte intimas dela. É do que se lembra. O conselheiro do Conselho Tutelar informou que já foram realizados os exames que comprovam o estupro.

Os pais da menor são separados e não moram com a criança. A menor mora com a avó  e com o acusado que tem quase 50 anos de idade. A adolescente mora com a avó há pouco mais de um ano. Ao ouvir os relatos da neta, a avó formalizou a denuncia e expulsou o acusado de casa.