Piauí amplia campanha de vacinação contra a Influenza

Agora a população a partir de seis meses de idade pode ser vacinada.
Por Alexandra Teodoro
Foto: AssessoriaVacinas
Vacinas

O Ministério da Saúde ampliou a campanha de vacinação contra a Influenza para toda a população a partir de seis meses de idade e prorrogou a imunização com duração até quando a vacina estiver disponível para a população nos estoques dos serviços de saúde.

A medida foi tomada para ampliar a cobertura vacinal da 23° Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, que apresentava resultados abaixo do esperado. A campanha teve início no dia 12 de abril de 2021 com data de término para o dia 9 de julho e estimava vacinar 79,7 milhões de pessoas que se enquadrassem nos grupos prioritários. No entanto, até o dia 28 de junho, a campanha atingiu apenas a cobertura vacinal de 37,9 % do quantitativo estimado.

Cristiane Moura Fé, diretora de Vigilância em Saúde da Sesapi, explica que a orientação será repassada aos municípios a fim de ampliar a cobertura vacinal o mais rápido possível. “A Secretaria de Estado da Saúde, de acordo com orientação do Ministério da Saúde, irá repassar aos municípios do Piauí essa orientação de ampliação da campanha de vacinação contra a Influenza. O estado atingiu uma cobertura de 48,8% dos grupos iniciais da campanha e, agora, com a abertura da vacinação a partir dos piauienses com seis meses de idade, esperamos aumentar essa cobertura”, aponta a coordenadora.

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto reforça que é essencial que a população procure pelo imunizante, ainda mais agora que a campanha será aberta para todos a partir dos seis meses de idade. “As vacinas são essenciais para melhorar a saúde de nosso povo. Vacinas salvam vidas, além de reduzir o adoecimento, o que reflete em um sistema de saúde menos sobrecarregado e com maior capacidade resolutiva para as demandas da população que precisarem dos seus serviços. Precisamos tornar o ato de se vacinar algo comum na rotina”, destaca.

O gestor acrescenta que alguns problemas vem chamando a atenção nessa campanha de imunização e que a população precisa entender que a vacina contra a gripe é tão importante quanto à vacinação contra a Covid-19. “Infelizmente, temos relatos de alguns municípios onde a procura pelo imunizante não é tão grande, isso precisa ser mudado. A gripe também é uma síndrome respiratória e que alguns sintomas podem ser confundidos com o da Covid-19, as pessoas precisam buscar a proteção de ambas, obviamente respeitando o período de aplicação recomendado entre elas”, destaca o secretário.

O calendário de vacinação contra a Influenza será definido por cada município.

Saiba mais sobre: