'Motoristas e cobradores estão passando fome', afirma Franzé Silva

O sistema de transporte coletivo está em greve desde 8 de fevereiro
Por Alexandra Teodoro

O deputado estadual Franzé Silva (PT) esteve reunido com membros do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Rodoviário do Piauí (Sintetro) nesta segunda-feira (1º/3). Na ocacasição os representantes informaram que irão acionar o Ministério Público do Estado do Piauí (MP-PI) contra a venda de vales-transportes pelo Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut).

Foto: AssessoriaO sistema de transporte coletivo está em greve desde 8 de fevereiro
O sistema de transporte coletivo está em greve desde 8 de fevereiro

Franzé Silva lembrou que “motoristas e cobradores estão passando fome, pois estão sem receber seus salários e outras garantias. Do outro lado, estão os empresários, que continuam faturando com a venda de vales-transportes, ou seja, os recursos estão entrando nas empresas, mesmo com o sistema parado. Os ônibus estão nas garagens, sem gastar combustível, sem gastar dinheiro, sem pagar pessoal e faturando. Essa greve está sendo, portanto, muito vantajosa para os empresários”.

O sistema de transporte coletivo está em greve desde 8 de fevereiro. O Sintetro também ifnormou que acionará o Ministério Público do Trabalho (MPT) para assegurar que a Prefeitura de Teresina repasse, diretamente aos trabalhadores, por meio do Sindicato, valores referentes aos salários e benefícios da categoria que estão em atraso, sem que seja necessário o intermédio do Setut.

"Os usuários estão pagando transporte alternativo mais caro e passando mais tempo de espera nas paradas de ônibus. O sofrimento é 100% dos usuários e trabalhadores. Por isso, estamos orientando o Sintetro a procurar o MPE e MPT para efetivar, primeiro, a suspensão da venda de vale-transporte pelo Setut. Segundo, para obrigar a prefeitura a pagar diretamente para o Sindicato os direitos dos trabalhadores”, afirma o deputado. 

Saiba mais sobre: