APPM apoia IBGE em divulgação de pesquisa junto às prefeituras

Técnicos do IBGE estão entrando em contato com representantes dos municípios para orientar
Por Alexandra Teodoro
Foto: AssessoriaDados
Dados

As prefeituras dos 224 municípios piauienses recebem, desde o dia 20 de agosto, o questionário da Pesquisa de Informações Básicas Municipais (MUNIC) 2021, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A Associação Piauiense de Municípios (APPM) endossa a necessidade de compromisso com o envio das respostas. Assim como em 2020, este ano a coleta de dados da MUNIC ocorre remotamente, por meio de preenchimento de formulário em formato de PDF editável.  

Técnicos do IBGE estão entrando em contato com representantes dos municípios para orientar sobre o envio das respostas. Além da MUNIC, também está sendo realizada a Pesquisa de Informações Básicas Estaduais (ESTADIC), cujo informante é o governo estadual. Nesta edição, as pesquisas abordam os temas: saúde, covid-19, recursos humanos, educação, esporte, cultura, informações da prefeitura e do atual gestor e legislação e instrumentos de planejamento. O prazo máximo para envio das respostas ao IBGE é até 11 de outubro.

O presidente da APPM, Paulo César Morais, enfatiza que a MUNIC trará dados muito úteis para a atividade política dos prefeitos piauienses. “É importante que os municípios participem respondendo aos questionários, porque com isso teremos um diagnóstico preciso da realidade municipal, possibilitando que os gestores atuem em políticas públicas que atendam às necessidades locais”, ressalta.

A MUNIC e a ESTADIC fazem um levantamento pormenorizado sobre a estrutura, a dinâmica e o funcionamento das instituições públicas municipais e estaduais, respectivamente. Os 5.570 municípios brasileiros e as 27 unidades federativas do país são contatados anualmente pelo IBGE para o fornecimento dos dados. “Essas pesquisas são de grande importância para a elaboração de políticas públicas, nas diversas áreas temáticas, e constituem um importante indicador e retrato das realidades municipais e estaduais”, ressalta o supervisor de pesquisas sociais do IBGE no Piauí, Pablo Araújo.  

Saiba mais sobre: