Lockdown, passaporte com validade e vacinação:

os esforços da Europa para deixar de ser epicentro da Covid
Por globo.com

Novamente epicentro da pandemia da Covid-19, a Europa tem dedicado esforços para controlar o avanço da doença na região antes das festas de fim de ano.

O continente responde por mais da metade da média mundial de infecções nos últimos 28 dias, segundo o levantamento desta quinta-feira (25) da universidade americana Johns Hopkins.

Mortes e hospitalizações, no entanto, estão mais baixas que durante a primeira onda da pandemia no continente – sinal do avanço da vacinação em alguns países 

O balanço mais recente de infecções no continente representa os níveis mais altos desde abril do ano passado, quando o vírus começou a se alastrar pela Itália.

Alguns dos países com baixa adesão de vacinas optaram por voltar com confinamentos obrigatórios, outros tentam incentivar a imunização com restrições para os não-vacinados.

Nesta reportagem você vai ver quais são os esforços da Europa para deixar de ser novamente o epicentro da pandemia de Covid-19.