Em 6º dia de guerra, Rússia ataca torre de TV em Kiev

As emissoras de televisão saíram do ar logo após a explosão. Cinco pessoas morreram
Por Estadão

A torre de comunicações e transmissão de Kiev foi atacada nesta terça-feira (1º), conforme havia alertado as agências de notícias russas Tass e RIA. As emissoras de televisão saíram do ar logo após a explosão, mas o governo tenta restaurar a transmissão. Segundo o ministério do Ministério da Administração Interna da Ucrânia, "os canais não vão funcionar por um certo tempo".

De acordo com o Serviço de Emergência do Estado Ucraniano, cinco morreram após o ataque. As informações foram divulgadas em sua página no Facebook.

Mais cedo, as agências informaram que a Rússia vai atacar locais que pertencem aos serviços de segurança e à unidade de operações especiais da Ucrânia em Kiev, citando o Ministério de Defesa russo.

O ministério russo disse que a medida será tomada para evitar "ataques de informação" contra a Rússia. Segundo as agências, os russos pediram para que as pessoas perto dos locais em Kiev deixassem as áreas.

"Para suprimir os ataques de informação contra a Rússia , as instalações tecnológicas do SBU e o 72º centro PSO principal em Kiev serão atingidos com armas de alta precisão; Pedimos aos os moradores de Kiev que vivem perto dos locais que deixem suas casas", disse o representante oficial do departamento militar, major-general Igor Konashenkov.

Ele observou que, com o início da operação militar especial, o número de ataques de informações a várias instituições governamentais russas aumentou - como mensagens para atacar cidadãos russos em escolas, jardins de infância, ferrovias e estações.

*Com Estadão Conteúdo e Ansa