Segundo lote de vacinas chega ao Piauí e deve imunizar 24 mil pessoas

O Piauí recebeu, neste domingo (24), 24 mil doses da vacina da Universidade de Oxford/Astrazeneca
Por Alexandra Teodoro
Foto: AssessoriaVacinas chegam ao Piaui
Vacinas chegam ao Piaui

O Piauí recebeu, neste domingo (24), 24 mil doses da vacina da Universidade de Oxford/Astrazeneca, fabricada na Índia. O imunizante começa a ser distribuído no mesmo dia para os municípios piauienses e será utilizado como primeira dose para imunizar pessoas do grupo prioritário – que inclui trabalhadores da Saúde e idosos – no estado.

O governador Wellington Dias destacou que o Piauí está trabalhando para que um maior número de pessoas sejam vacinadas. “Nosso objetivo é imunizar o maior número de pessoas e, agora, vamos seguir com a Conronavac e Astrazeneca vacinando no estado os profissionais da saúde que trabalham na linha de frente, também aquelas que atendam aos critérios da comorbidade, idade e as que estão em asilos, nos 224 municípios”, explicou.

Sobre as remessas da segunda dose, Dias informou que, após decisão em conjunto com o Fórum de Governadores e com a garantia dada pelo Ministério da Saúde, o governo irá utilizar os 24 mil imunizante da Astrazeneca para aplicar a primeira dose. “Ontem (23) à noite, tomamos uma decisão em conjunto com o Fórum dos Governadores, a Fiocruz, Anvisa e Ministério da Saúde, que vamos aplicar estas vacinas como uma primeira dose. Temos a garantia e orientação do ministério de que vamos receber as novas remessas previstas para fevereiro”, informou.

As 24 mil vacinas da Astrazeneca compõem o segundo lote de imunizantes que chega ao Piauí. Na última segunda-feira (18), o estado recebeu 61.160 doses da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan que possui acordo com a empresa chinesa Sinovac. De acordo com Wellington Dias, os governadores brasileiros aguardam uma melhor atuação da diplomacia a partir desta segunda-feira (25), que pode melhorar os índices de vacinação no país.

“Assim como conseguiu-se garantir a chegada das vacinas da Índia, esperamos que, através do diálogo com a China, a gente possa receber 200 milhões de IFAs (insumo farmacológico ativo, principal insumo para a fabricação da vacina) que serão destinados 100 milhões para o Butantan e 100 milhões para a Fiocruz. Além disso, queremos o diálogo com a Rússia, para que possamos receber a Sputinik, uma vacina que tem 93% de eficácia. Temos chances reais de, até abril, termos 25% da população vacinada”, finalizou Dias.

Distribuição no Piauí
O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, assegurou que sobre a distribuição das novas vacinas terá início ainda no domingo. “Será utilizado o mesmo procedimento que tivemos na primeira remessa. A partir de agora, nossos veículos da Secretaria de Saúde passam a levar as doses de vacinas para os Territórios dos Cocais, Carnaubais e Entre Rios. Também faremos a entrega para a Fundação Municipal de Saúde de Teresina e, amanhã, a partir de seis horas começam os roteiros para Parnaíba, Floriano, Picos, Bom Jesus e São Raimundo Nonato para que a gente faça, até as 10 horas, a remessa de vacinas chegarem em todas as regiões do Estado do Piauí”, detalhou.

O gestor disse ainda que o o público alvo da vacinação continua o mesmo e seguirá o plano nacional de imunização. “Conforme a orientação do Ministério da Saúde, a vacina da Astrazeneca será para o primeiro público alvo. Seguiremos então o plano nacional de imunização, obedecendo todos os normativos técnicos”, informou.

Saiba mais sobre: