Piauí confirma primeiro caso de Flurona

A identificação da dupla contaminação foi observada em uma mulher de 84 anos, moradora de Parnaíba.
Por alexandra teodoro

O Laboratório Central do Estado (Lacen-PI) confirmou nesta quinta-feira (27),  o primeiro caso de infecção simultânea pelos vírus influenza e coronavírus. A identificação da dupla contaminação foi observada em uma mulher de 84 anos, moradora de Parnaíba.

A mulher, que possui comorbidades, apresentou sintomas gripais leves – como febre, dor de cabeça e no corpo – precisou de hospitalização em leito clínico, no HEDA, mas já teve alta. Ela possui comorbidades e o resultado confirmatório do teste RT-PCR saiu hoje (27). O Lacen informou que o vírus influenza detectado na paciente é o H3N2. 

A chamada flurona é a dupla contaminação que ocorre quando dois testes - para gripe e covid-19 - dão positivo. O termo foi criado a partir da palavra "flu" (gripe, em inglês) e "rona" (de coronavírus).  Como os sintomas da covid e da gripe influenza são semelhantes, só mesmo um exame de laboratório especifico pode confirmar a coinfecção pelos dois vírus.

“Por causa da semelhança dos sintomas, as duas infecções podem ser inicialmente confundidas. A única forma de identificar a flurona é fazendo os testes para Covid-19 e influenza”, afirma Herlon Guimarães, superintendente de Atenção à Saúde. Ele destaca que a  imunização contra a Influenza e a  Covid-19, são eficazes para a doença e suas formas mais graves.

Além disso, é preciso seguir as demais medidas de proteção contra o vírus, como uso de máscara de proteção, higienização constante das mãos, distanciamento e, se preciso, isolamento social.