Deputados aprovam a criação do serviço de coleta itinerante de sangue

Serviço de Coleta Itinerante de Sangue nos municípios piauienses
Por Alexandra Teodoro

Na sessão virtual desta quinta-feira (15) foram apresentados vários projetos de lei, que passam a tramitar a partir de agora nas comissões técnicas. Um dos mais destacados pelo atual momento, em que o Piauí e o mundo efrentam a pandemia da Covid-19, cria o Serviço de Coleta Itinerante de Sangue nos municípios piauienses, de autoria da deputada Teresa Britto (PV).

Foto: AssessoriaDeputada Tereza Brito
Deputada Tereza Brito

A parlamentar também propôs a criação de um programa de estímulo do jovem nas áreas rurais e também da implantação de um programa de apoio às mulheres vítimas de violência doméstica.

O deputado Dr. Hélio (SD) propôs a concessão de pensão às crianças cujos pais tenham sido vítimas de morte pela Covid-19.
Já o deputado Francisco Limma (PT) cria a política estadual de proteção às pessoas atingidas por rompimento de barragens.

Também foi proposto a criação de um programa estadual de educação tecnológica para pessoas idosas, de autoria da deputada Teresa Britto. Ela também sugeriu a criação do programa Abril Laranja, para prevenir a crueldade contra animais.

O deputado Franzé Silva (PT) propôs tornar de utilidade pública o Centro de Capacitação e Aprendizagem da Associação Assistencial de Integração ao Trabalho, vinculada à Associação Industrial do Piauí, em Teresina.

O deputado Gessivaldo Isaías (PL) apresentou um projeto de lei criando o Centro de Produção da Agricultura Familiar no Piauí e outro que institui, na forma de lei, a segurança militar nas escolas públicas do Estado. Mais um dispõe sobre a obrigatoriedade de opcimétros nos estabelecimentos farmacêuticos. E por fim, o reconhecimento de utilidade pública do Centro de Reabilitação (Rema).

Saiba mais sobre: