Corpo de Bombeiros orienta sobre cuidados ao dirigir no período chuvoso

A recomendação do Corpo de Bombeiros é evitar trafegar pelas áreas alagadas, seja a pé, de bicicleta
Por Alexandra Teodoro

Em três dias, choveu mais que o esperado para todo o mês de janeiro na cidade de Teresina, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e a previsão é de mais chuvas nos próximos dias. E com as chuvas ficando mais intensas no Piauí, o Corpo de Bombeiros Militar (CBMEPI) faz algumas recomendações para a população evitar riscos em situações de enxurradas e enchentes.

A principal recomendação do Corpo de Bombeiros é evitar trafegar pelas áreas alagadas, seja a pé, de bicicleta, moto ou outros veículos. “Caso tenha enxurradas, a pessoa deve evitar enfrentar as águas, independente do meio de transporte que estiver e, principalmente, se estiver a pé. Para quem estiver de carro ou moto, a recomendação é estacionar o veículo em local seguro e aguardar a chuva passar”, pede o tenente Eduardo, do CBMEPI.

Já o tenente-coronel José Veloso orienta que as pessoas façam uma gestão do tempo e evitem o horário que as chuvas costumam ocorrer, depois das 16h. “O ideal é que as pessoas evitem se deslocar nesse horário, que geralmente é o horário que estão ocorrendo nossas chuvas. Não sendo possível, deve-se procurar abrigo seguro e fazer o deslocamento só após o término da chuva”, afirma.

Mas se a pessoa já estiver na rua e começar a chover forte, em primeiro lugar, deve-se observar os outros carros que eventualmente estejam trafegando pelo local do alagamento. Se a água já estiver ultrapassando a metade da roda, a pessoa deve desistir de tentar atravessar, pois o risco de entrar água no motor do veículo aumenta consideravelmente. A falta de visibilidade do asfalto também pode fazê-lo cair em buracos fundos, danificando a suspensão.

Se decidir realizar a travessia e a água subir rapidamente, a recomendação é não esperar a água chegar até a maçaneta da porta, pois pode dificultar sua abertura ou até mesmo a abertura dos vidros das janelas do carro.

“A pessoa deve desligar o veículo, tirar o cinto, abrir rapidamente o vidro das janelas, subir para o teto do carro e pedir ajuda. Quem estiver com crianças no carro, a recomendação para evitar sair quando estiver chovendo forte é redobrada, pois em uma situação de enxurrada, pode não dar tempo seguir as instruções de saída do veículo”, alerta Veloso.

O coronel Veloso reforça ainda que não se deve estacionar debaixo de árvores para se proteger da chuva, bem como perto de outdoors ou torres. “Se estiver a pé, de moto ou bicicleta o risco é ainda maior por conta dos raios, que podem atingir também grades e cercas de arame, antes, durante e após a chuva”, explica.

Risco de contato com a água de enxurradas e enchentes

O tenente Eduardo lembra que o contato com a água de enxurradas e enchentes oferece ainda riscos de contaminação. “As pessoas devem evitar o contato com áreas alagadas por diversos motivos, entre eles o risco de contrair doenças, como a leptospirose, além de perigos submersos, como bueiro destampado, um buraco, um galho de árvore, fios descascados, e animais silvestres fugindo dos alagamentos como cobras e jacarés”, alerta o tenente Eduardo.

Saiba mais sobre: