Isaquias domina prova e é ouro nos 1000 m em Tóquio

Brasileiro se garante na decisão das medalhas da canoagem velocidade
Por Alexandra Teodoro
Foto: gettyIsaquias
Isaquias

Grande esperança de medalha para o Brasil na canoagem velocidade, Isaquias Queiroz disputou e levou o ouro. Já eram quase meia-noite deste sábado quando o atleta, pela seguda vez disputando uma olimpíada, conseguiu vencer na final, levando ouro.

Ouro de Isaquias Queiroz o torna o 3º maior medalhista do Brasil na história dos Jogos Olímpicos. Isaquias Queiroz dá sequência a um projeto que estabeleceu depois dos três pódios que colecionou na Rio 2016 - façanha obtida só por ele em toda a história olímpica nacional.

O baiano, que agora tem quatro conquistas em Jogos, empatou com Serginho (vôlei) e Gustavo Borges (natação). Apenas dois atletas chegaram a cinco medalhas pelo país no megaevento: os velejadores Robert Scheidt, ainda na ativa, e Torben Grael, já aposentado de competições olímpicas.