Brasil perde o ouro de Thiago Paulino após revisão da final do arremesso de peso

Brasileiro teve o seu arremesso de 15,10m invalidado horas depois da prova, caindo para terceiro.
Por globo.com

Thiago Paulino não é mais campeão paralímpico do arremesso de peso F57. Na noite desta sexta (manhã de sábado em Tóquio), quase 12h depois da prova, o resultado da final foi atualizado com a retirada do ouro do brasileiro nas Paralimpíadas de Tóquio. Thiago teve todos os arremessos anulados após a primeira tentativa - justamente os que foram acima de 15m acabaram invalidados após revisão. Ele havia vencido a prova com 15,10m. Com isso, o paulista de Orlândia passou a ser medalhista de bronze com 14,77m de marca, o primeiro arremesso que fez na final.

Foto: Globo.comBrasileiro teve o seu arremesso de 15,10m invalidado horas depois da prova, caindo para terceiro
Brasileiro teve o seu arremesso de 15,10m invalidado horas depois da prova, caindo para terceiro

O ouro agora passa a ser do chinês Guoshan Wu, que fez 15,00m na final. Já a prata é do o brasileiro Marco Aurélio Borges, com 14,85m. O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) não soube explicar o motivo da anulação do arremesso de 15,10m de Thiago. A cerimônia de medalha acontece na noite desta sexta.

Decisão cabe recurso

Segundo a comentarista do SporTV, Verônica Hipólito, foi a China quem entrou com protesto e o Comitê Paralímpico Internacional (IPC) aceitou. O Brasil também pode recorrer da decisão.

Com a retirada do primeiro lugar de Thiago Paulino, o Brasil volta a ter 20 ouros nas Paralimpíadas de Tóquio. O país segue em sétimo no quadro de medalhas com 20 ouros, 15 pratas e 26 bronzes, num total de 61 láureas.