Ex-modelo ficou desfigurada após procedimento estético

Linda Evangelista afirmou que não se olha no espelho depois que ficou com sequelas
Por Terra

Linda Evangelista foi uma das principais modelos da década de 1990. Porém, ela vem travando uma batalha contra o próprio corpo após um procedimento estético realizado em 2016 não dar certo e deixar sequelas.

Em entrevista para a revista 'People', a ex-modelo chegou a afirmar que se considera "permanentemente deformada" e "brutalmente desfigurada". "Adorei estar na passarela. Agora tenho medo de encontrar alguém que conheço. Eu não posso mais viver assim, me escondendo e com vergonha. Eu simplesmente não podia mais viver com essa dor. Estou disposta a finalmente falar. Não vou mais me esconder", declarou.

Há seis anos, Linda se submeteu ao CoolSculpting, um procedimento para redução de gordura corporal. No entanto, ela sofreu um raro efeito colateral e viu as células de gordura aumentaram ao invés de dimunuir.

Foto: ArquivoLinda Evangelista afirmou que não se olha no espelho depois que ficou com sequelas
Linda Evangelista afirmou que não se olha no espelho depois que ficou com sequelas

"Tentei resolver sozinha, achando que estava fazendo algo errado. Cheguei a um ponto em que não estava comendo nada. Achei que estava enlouquecendo", relembrou. A ex-top procurou um médico e foi quando descobriu que sofre de  hiperplasia adiposa paradoxal (HAP). "Ele me disse que nenhuma dieta ou exercício iria consertar isso", lamentou.

"Se eu andar sem cinto em um vestido, vou ter escoriações a ponto de quase sangrar. Porque não é como esfregar a gordura macia, é como esfregar a gordura dura. (...) Eu não me olho mais no espelho. Não parece comigo", disse. 

Agora, Linda busca voltar a gostar do seu corpo e espera ajudar outras mulher: "Por que sentimos a necessidade de fazer essas coisas [com os corpos]? Eu sempre soube que envelheceria. E sei que há coisas pelas quais um corpo passa. Mas eu simplesmente não achava que ficaria assim. Não me reconheço fisicamente, mas também não me reconheço mais como pessoa. Ela desapareceu".

"Espero poder me livrar de um pouco da vergonha e ajudar outras pessoas que estão na mesma situação que eu. Esse é o meu objetivo", finalizou.