Alunos da UFPI de Parnaíba fazem manifestação nessa sexta-feira

Vão reivindicar a realização de aulas por meio do sistema de ensino híbrido
Por Alexandra Teodoro

Um grupo de alunos da Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar), farão um manifesto pacífico na próxima sexta-feira (29), reivindicando a realização de aulas por meio do sistema de ensino híbrido (mesclagem entre aulas on-line e presencial). O ato ocorrerá em frente a UFDPar e acontecerá com o envolvimento de alunos de vários cursos.

Foto: AssessoriaReivindicaçoes
Reivindicaçoes

A manifestação seguirá os protocolos de biossegurança da Organização Mundial da Saúde (OMS), e tem por objetivo chamar a atenção do poder público e dos superiores da instituição para as necessidades dos estudantes.

“No dia 17 de março de 2020 a pandemia foi instalada oficialmente pela UFDPar, e, desde então, a Universidade se mostra inerte em nos ajudar a estruturarmos um ensino EAD completo. Em 7 de dezembro de 2020, houve a publicação em diário oficial da Portaria Nº 1.038 por parte do MEC, e, em 2021, houve a liberação do decreto estadual 19.429, permitindo a adoção de práticas em complemento ao EAD (ensino híbrido) respeitando as medidas sanitárias. No entanto, ao invés disso, a Universidade não toma medidas para conseguirmos avançar de período! Estamos há quase um ano no mesmo período e existem turmas de Medicina que só estão tendo UMA matéria de UMA hora por semana, em um curso cuja carga horária é altíssima! Nós como alunos nos sentimos frustrados, pois além dessa inércia, a comunicação com a Universidade não tem sido transparente, nem efetiva! Além disso, a maioria das outras universidades federais do nordeste vem adotando o ensino híbrido, a exemplo da UFC, da UFMA, e de outras universidades particulares, como UNINOVAFAPI e UNIFACID, além da IESVAP, que, especificamente, localiza-se em Parnaíba também, enquanto a UFDPar adota uma postura de inércia e falta de transparência”, protestou um dos alunos do curso de Medicina.

Saiba mais sobre: