Quintal de Artes em Barra Grande vai possibilitar troca de experiências

O nome é uma homenagem à mãe da coordenadora e idealizadora do espaço.
Por Alexandra Teodoro

O Quintal de Artes Miriam Jales surgiu do desejo de se somar esforços para suprir a necessidade de mais espaços criativos e de colaboração em Barra Grande. Traz em sua essência a troca de experiências, o aprendizado, o entretenimento,  a produção e o incentivo na área cultural.

Foto: AssessoriaQuintal de artes
Quintal de artes

A construção foi realizada com recursos próprios da jornalista Suzane Jales. Ela explica que parte dos equipamentos dos cursos que serão ministrados vieram de recursos do Prêmio Maria da Inglaterra, Prêmio Aldir Blanc, da Secretaria Estadual de Cultura. Os cursos serão administrados por parceiros do coletivo de produtores de Barra Grande.

Foto: AssessoriaQuintal de artes
Quintal de artes

O nome é uma homenagem à mãe da coordenadora e idealizadora do espaço. Miriam Jales, musicista, tocou acordeon, violino, bandolim e pandeiro. Pintora, especializou-se em restauração e pintura de santos. Escritora, tem 10 livros publicados e é membro da Academia de Letras de Sete Cidades.

Foto: AssessoriaQuintal de artes
Quintal de artes

Em sua primeira etapa uma biblioteca foi colocada à disposição da comunidade para estimular o gosto pela leitura. Na segunda etapa, serão ministradas oficinas de arte, sobretudo de reciclagem, bem como noções básicas de computação, elétrica, marcenaria e corte e costura, dentre outros. Suzane comenta que vai implementar também ensino de xadrez para jovens e adultos, a fim de exercitar ambos os lados do cérebro, aumentar a criatividade e as habilidades de resolução de problemas, melhorar a memória, as habilidades de leitura e concentração.

Com a estrutura quase toda finalizada, logo o Quintal de Artes Mirian Jales estará disponível para a população.

Saiba mais sobre: