Associação de Jornalistas e Escritoras presente no Salipi

A coordenadoria do Piauí preparou uma programação de lançamentos
Por Jasmine Malta

Aos olhos do público-leitor a história de construção da AJEB parece ser recente, mas na verdade essa trajetória foi iniciada na década de 70 do século passado e contempla episódios de união, congraçamento, reconhecimento e resgate, e empoderamento das mulheres que exercem a escrita como ofício profissional e criativo. 

Foto: assessoriaLançamentos na programação da Ajeb-PI no Salipi
Lançamentos na programação da Ajeb-PI no Salipi

 No ano de 1969, a Associación de Periodists Y Escritoras de México, sob a Presidência de Gloria Salas de Calderon, convocou a primeira Reunión Mundial de Periodistas Y Escritoras, onde as convidadas seguindo um temário determinado, apesentaram trabalhos diversos sobre diferentes aspectos de suas profissões. Ao total, compareceram representantes de 37 países dos cinco continentes; entre eles: Estados Unidos, Inglaterra, União Soviética, França, Itália e quase todas as repúblicas latino-americanas.

 Ao final do encontro foram estabelecidos Estatutos em plenário e, por unanimidade, foi fundada a Associación Mundial de Mujeres Periodistas e Escritoras – AMMPE. Cada Delegada designada para representar seu país teve a incumbência de, ao regressar, fundar uma filial da AMMPE. À Heliê Vellozo Fernandes, jornalista e escritora, coube essa honrosa missão como única participante e representante do Brasil. Assim, em 08 de abril de 1970 foi fundada a Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil – AJEB, em Curitiba-Paraná.

 Atualmente a AJEB mantém Coordenadorias em vários estados do Brasil com a mesma finalidade: estimular a união entre jornalistas e escritoras de todo o país, sob o lema “A Perenidade do Pensamento pela Palavra”. No final de 2018 em seu I Encontro Nacional, realizado em Fortaleza-Ceará, houve um processo de expansão com a posse de novas Presidentes Coordenadoras, dentre elas a piauiense Jasmine Ribeiro Malta, além da retomada onde a entidade encontrava-se inativa, tendo por objetivo a concretização das ações da AJEB por todo o país. 

 Através das Coordenadorias Regionais a AJEB realiza a união entre as jornalistas e as escritoras brasileiras, fomentando a harmonia nacional e as relações internacionais, promovendo o intercâmbio através do conhecimento, das ideias, das experiências, pela amizade e pelo respeito entre suas associadas e com as associações congêneres. Há um grande incentivo ao aperfeiçoamento profissional de suas associadas, por meio de Cursos, Seminários, Oficinas, Eventos Literários e Encontros Culturais, como saraus e Exposições.

Em 11 de dezembro de 2018, durante Solenidade Oficial na Academia Piauiense de Letras, tomaram posse as demais Diretoras da AJEB Coordenadoria Piauí compondo seu quadro de membros-fundadoras. E, desde então, essa valorosa equipe vem exercendo o protagonismo associativo à frente da entidade no Estado, buscando fortalecer a escrita feminina em meio à sociedade. Sob as bênçãos da Patronesse Amélia Beviláqua – escritora, redatora e imortal da cadeira 23 da APL; foi materializada a primeira coletânea das associadas ajebianas piauienses em junho de 2019 e hoje a entidade conta com as seguintes participantes: Jasmine Malta, Daniele Marques, Dina Magalhães, Lorena Nery Borges, Lais Romero, Alzerina Pinho, Marleide Lins, Alice Raposo, Dalva de Matos Cardoso, Lara Matos, Leila Alexandre, Rachel Ventura Rabello, Reizimar Muniz, Rosa Aurea Ferreira, Sergia Antonia Martins, Cinthia Lages, Alexandra Teodoro, Talita Aralpe, Edilene Facundes, Luciana Azevedo e Graça Targino.

Durante as 18ª. e 19ª.  Edições do Salão do Livro do Piauí- SaLiPi a AJEB Coordenadoria Piauí  marca sua presença de forma mais pertinente com estande na Feira de Livros e programação própria ocupando a Praça Assis Brasil através de  lançamentos, saraus, debates, interações com o público e exposição de arte digital “Em Cada Mulher uma Letra” da escritora Dani Marques.

Saiba mais sobre: