André de Sousa é uma das atrações do Piaga 2021

Esse ano o evento é 100 % on line e será exibido dia 27 de fevereiro
Por Alexandra Teodoro

O Guitarrista, compositor, arranjador e professor de música, André de Sousa dedica-se profissionalmente a seu belo ofício desde 1996.  Para o Piaga - Festival de Artes Integradas que ocorre em sua segunda edição, o artista separou canções autorais, que é a proposta do evento. Na equipe de palco conta com Luciano Reis (baixo), Sandro Saldanha (bateria) e Vinícius Bean (teclado). A guitarra fica por conta dele, que tem anos de estrada e é considerado o maior expoente da guitarra blues do Piauí e um dos maiores do nordeste.

Foto: Alexandra TeodoroAndré de Sousa e banda, durante gravação do festival Piaga
André de Sousa e banda, durante gravação do festival Piaga

 André de Sousa atuou como sideman de incontáveis artistas e bandas, subiu no palco ao lado de músicos do mundo inteiro nas mais diversas ocasiões, em shows e festivais, sobretudo no nordeste brasileiro. Tocou com grandes músicos de cunho nacional e internacional, como Kenny Brown (EUA), Jefferson Gonçalves, Fernando Noronha, Andreas Kisser, Vasco Fae, Donny Nichilo (EUA), Celso Blues Boy, André Matos, Atiba Taylor (EUA), Greg Wilson (Blues Etílicos), Danny Vincent, só pra citar alguns. Participou juntamente com os grandes guitarristas Artur Menezes (CE / EUA), Fernando Noronha (RS) e Fred Sun Walk (SP) do Guitar Night, dentro da programação do OI Blues by Night, no Órbita Bar, em Fortaleza (CE).

Dos Festivais que participou, destacamos  o “Teresina é Pop”, “Teresina Rock”, “Rock Cordel Teresina”, “Rock Cordel Ceará”, realizado em Fortaleza no Anfiteatro do Espaço Cultural Dragão do Mar em Janeiro de 2012, “Barra Jazz & Blues Festival” e o “Festival da Música Instrumental de Fortaleza” no CCBNB, foi Headline das edições de 2014 e 2016 do “Festival de Inverno de Pedro II”, realizado na cidade de Pedro II, Piauí.

Durante sua participação no Piaga (que vai ao ar dia 27), o artista destacou a importância de insistir e persistir no trabalho próprio. Tocou vestido na camisa da banda piauiense Kwosient e elogiou a atuação dos outros artistas convidados para o evento. "Eu sempre uso camisa das outras bandas" , comentou.

Serviço:
Piaga Festival de Artes Integradas
Data: 27 de fevereiro de 2021
Horário: 17h
Onde: no YOUTUBE: Youtube.com/channel/festivalpiaga
News pelo: Instagram.com/piaga_festival/
 

Foto: AssessoriaAndré de Sousa
André de Sousa

Mais sobre André de Sousa
Participou também da edição de agosto de 2014 do “Casa do Blues”, no Estoril e do “Festival de Jazz e Blues de Guaramiranga” de 2015, na famosa serra no Ceará e do “Fest Bossa & Jazz”, em agosto de 2015, no Rio Grande do Norte.  Com os guitarristas Roberto Lessa (CE), Gustavo Cocentino (RN) e Rodrigo Morcego (PE) cria o projeto Blues do Nordeste, inaugurando com uma Tour por Teresina, Fortaleza, Mossoró, Natal e Recife. O projeto também foi escalado para o 19° Festival Jazz e Blues, que ocorreu durante o carnaval no Ceará, na serra de Guaramiranga e em Fortaleza, no Theatro José de Alencar. Também no Ceará, André de Sousa participa juntamente aos companheiros de Blues do Nordeste do festival “Canoa Blues”, na praia de Canoa Quebrada, ao lado de grandes nomes do blues nacional. Recentemente foi indicado ao troféu “Celso Blues Boy”, premiação organizada por um portal nacional de blues brasileiro, ao lado de grandes nomes do blues nacional como Nuno Mindélis, Jefferson Gonçalves, Blues Etílicos e outros.

DISCOGRAFIA:

Visando assumir o sotaque local no blues, lançou em agosto de 2012 o seu primeiro CD gravado ao vivo no Palácio da Música, em Teresina-PI. Em julho de 2017 lançou seu segundo Cd - e primeiro de estúdio – chamado “Mojo Blues e Patuá”, álbum gravado e mixado no Magnólia Estúdio em Fortaleza, com participação de músicos do Piauí e do Ceará, e masterizado nos EUA, no Cris Hanszek Mastering Studio. O trabalho apresenta 8 canções autorais e uma releitura do grande mestre do baião, Luiz Gonzaga, ao estilo do grande mestre do blues, BB King. A versão de “Respeita Januário” teve o aval da editora e da família do autor e teve sua veiculação autorizada! O cerne do álbum é o blues, mas as influencias da música brasileira, do rock e do jazz permeiam todas as faixas. No final de 2018 lança um single em parceria com Roberto Lessa, Bluesman cearense, intitulado “Tudo tem que passar”, disponível em todas as plataformas digitais.

Como arranjador e/ou diretor musical André de Sousa assina vários trabalhos, como CDs (Moisés Chaves, Flávio Stambowsky, Cojobas Band, Brito Jr), espetáculos musicais (show Sol & Lua), Programas para TV (Aquarela musical, exibido no canal Curta! ) entre outros.

Saiba mais sobre: