A Páscoa representa um momento impar de reflexão para os cristãos.

Páscoa vem da palavra hebraica pesah e significa passagem.
Por Alexandra Teodoro

Páscoa vem da palavra hebraica pesah e significa passagem. Para os cristãos é a passagem de Jesus da morte para a vida, trazendo salvação para todos que crêem nele (João 5:24). Quando morreu e ressuscitou, Jesus pagou o preço do pecado e nos deu uma nova oportunidade para ter um relacionamento pessoal com Deus (Romanos 8:1-2). Esse foi o grande objetivo dele ao vir à terra.

A Páscoa tem sido celebrada pelos seguidores de Jesus desde muito cedo na sua História. Hoje, pessoas de todo o mundo se juntam para comemorar essa grande vitória, que mudou suas vidas.

A Festa da Páscoa na época de Jesus

Todos os anos, quando celebravam a festa da Páscoa em Jerusalém (João 2:13;João 12:1;João 11:55;João 19:14), Jesus era levado para lá pelo seus pais (Lucas 2:41). Durante este período de festa, o cordeiro era sacrificado aos arredores do Templo. Muitos judeus vinham de outras regiões fora da Palestina para participarem da festa da Páscoa. O mais habitual era os judeus se encontrarem e se reunirem em grupo, também foi assim com Jesus e seus seguidores, pois se reuniram no Cenáculo.

Encontramos, em várias partes da Bíblia, menção a Jesus por ser o cordeiro como por exemplo em (Isaías 53:7 e João 1:29). O Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo como João Batista bem disse em João 1:29. Jesus é o cordeiro perfeito! A partir daquele momento, não seria mais necessário sacrifícios envolvendo cordeiros, ervas e pães.

Com o sacrifício perfeito e definitivo de Jesus, o Cordeiro do Senhor, não havia nem precisava mais de outros tipos de sacrifícios. A substituição da carne do cordeiro, das ervas, dos pães, Jesus instituiu Seu corpo, Seu sangue, em memória deste sacrifício, portanto, ao participarmos da Ceia do Senhor, comermos o pão, bebermos o vinho, lembramos a Cruz, o sacrifício do Cordeiro de Deus.

Este momento, festa da Páscoa, que na verdade foi a última Páscoa, foi introduzido a primeira Ceia do Senhor. Algo interessante de perceber é que, a Páscoa sempre dava uma direção para frente, futuro, o que há de vir e já a Ceia aponta para o passado, como um símbolo, um acontecimento, do cumprimento, fidelidade e amor do Senhor por nós.

A Páscoa judaica

Os judeus também têm uma festa chamada Páscoa, que é bem mais antiga. Como podemos ler em Êxodo 12, quando Deus tirou o povo hebreu do Egito, enviou primeiro um anjo para matar o filho mais velho de todas as famílias egípcias. Para evitar a praga, Deus mandou os judeus matar um cordeiro por família, em lugar do filho mais velho, e pôr o sangue à volta da porta de casa. Assim, o anjo passou mas não matou os filhos dos hebreus. Nessa noite saíram do Egito. Então, na festa judaica da Páscoa, a “passagem” significa a passagem do anjo da morte.

Depois que saíram do Egito, os judeus passaram a celebrar esse dia de libertação todos os anos, comendo cordeiro e pães sem fermento (Números 9:2-3). Foi na altura da Páscoa judaica que Jesus foi crucificado. Para o cristão, Jesus é o nosso Cordeiro que morreu em nosso lugar para que possamos ter vida eterna com Deus (João 3:16).

Símbolos da Páscoa

Alguns símbolos bíblicos da Páscoa são a ceia (o pão e o vinho), que Jesus instituiu na Quinta-Feira Santa, antes de ser crucificado, e a cruz, que representa a sua morte. O peixe também está associado ao tempo da Quaresma, que precede a Páscoa, e era um símbolo usado entre os crentes da igreja primitiva para se identificarem.

A Páscoa acontece na primavera, altura em que muitas religiões pagãs tinham festas para celebrar o fim do inverno, a vida e a fertilidade. O ovo e o coelho da Páscoa vêm dessas tradições pagãs. O ovo simboliza a nova vida e o coelho a fertilidade. É importante lembrar que esses símbolos não devem ser o foco da Páscoa, devem fazer-nos lembrar a ressurreição de Jesus, que nos deu uma nova vida e uma nova esperança.

Conversamos com o Padre Antônio Cruz, Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, no bairro Vermelha. Religioso e escritor, fez questão de nos enviar uma poesia sobre o dia da renovação de seus votos (dia 29 de março).

DIA DA RENOVAÇÃO DOS MEUS VOTOS 

"Encontrei e escolhi a Davi, meu servidor, 
e o ungi, para ser rei, com meu óleo consagrado.
Estará sempre com ele minha mão onipotente, 
e meu braço poderoso há de ser a sua força"(Sl 88,21-22) 

A graça de ser buscado enquanto pensava estar procurando
A alegria de ser visto enquanto imaginava ter descoberto
O gozo intenso de ter sido compreendido enquanto entendia estar ouvindo a TUA VOZ 

TER ENCONTRADO
TER DESCOBERTO
TER OUVIDO 

Todas atividades minhas... esforços meus... capacidades... coragem... entrega... heroismo 

Nada disso!
Eu não passo de um ser predileto!
TU TE encantaste por mim 

Por isso sou tão contrastes 
Desastre e solução 
Sem sentido apontando o norte
Um curador ferido 
Pacificador em conflito 

Eu não me basto!
Se quisesse contar só com as minhas energias... seria um acabado antes de começar 

O meu lar é o TEU OLHAR
Se não conecto as palavras enquanto falo... é porque não as possuo
Elas são TUAS... se TU não mas concedes... fico mudo... no escuro... sem inspiração 

Eu TE louvo pela minha congênita dependência... agradeço por me proporcionares preferir TUAS PREFERÊNCIAS 
A minha competência compete a TI assegurar 

TU sabes que eu não vou a nenhum lugar se o TEU QUERER não me apontar 

Sou TEU... ÉS MEU
SOMOS AMIGOS! 

No hoje... renovo pela TRIGÉSIMA QUINTA vez os meus votos porque sei que queres que eu continue sabendo-me buscando sendo buscado
COISAS TUAS... coisas de quem é amado 

29.03.2021  Antonio Cruz  06h27

Sobre a Páscoa nos falou do renascimento e da reflexão necessária nesses dias, principalmente em situação de pandemia, quando as pessoas precisam mais umas das outras e todas elas, de uma força superior.

Saiba mais sobre: