OMS pede para Brasil tomar medidas contra variante indiana

A OMS recomenda ao Brasil o fortalecimento de "suas medidas sociais"
Por Terra
Foto: AssessoriaOMS
OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) fez um apelo nesta sexta-feira (21) para o governo brasileiro reforçar as medidas sanitárias para identificar casos da variante indiana do novo coronavírus Sars-CoV-2

O pedido foi feito após o estado do Maranhão confirmar os primeiros contágios da cepa proveniente da Índia (B.1.617) no território brasileiro. Ao todo, cerca de 100 pessoas estão sendo monitoradas por terem algum tipo de contato com os casos confirmados.

A porta-voz da OMS em Genebra, Margaret Harris, afirmou que a OMS recomenda ao Brasil o fortalecimento de "suas medidas sociais" para garantir que não haja "chance para que o vírus ganhe espaço".

A representante da agência ainda fez um alerta para que sejam evitadas aglomerações e pediu para as autoridades sanitárias aumentarem o ritmo de testes para detectar a covid-19.

Além disso, é necessário ampliar a capacidade de sequenciamento genético do Sars-CoV-2.

A.B.1.617 foi identificada pela primeira vez na Índia em dezembro do ano passado e, assim como as demais variantes mais agressivas, é considerada com maior capacidade de transmissão.