Mais da metade dos estados têm recorde de mortes por Covid-19 em março

No dia 26, o Brasil registrou o número de mortes diárias mais alto desde o início da pandemia

* Globo

Mais da metade dos estados brasileiros já têm recordes mensais de mortes por Covid-19 em março: em 14 das 27 unidades federativas do país, morreram mais pessoas neste mês do que em qualquer outro desde o início da pandemia.

Os dados, ainda parciais, são das secretarias estaduais de Saúde e foram apurados pelo consórcio de veículos de imprensa.

O Rio Grande do Norte foi o estado a bater o recorde mais recentemente: no sábado (27), somou 809 mortes por Covid desde o dia 1º (veja mapa abaixo). O recorde anterior era de julho, quando 783 mortes haviam sido registradas.

Só este mês, já foram registrados 56.012 óbitos pela doença no Brasil, de longe o pior número mensal desde o começo da pandemia. Antes, o maior número de mortes em um mês por Covid havia sido visto em julho de 2020, quando 32.912 pessoas perderam a vida para a doença em todo o território nacional.

Foto: Reprodução Globo.com'Recorde de mortes em março
Recorde de mortes em março

No dia 26, o Brasil registrou o número de mortes diárias mais alto desde o início da pandemia, quando 3,6 mil pessoas morreram.

O pneumologista Fred Fernandes, que atende em São Paulo, avalia que o recorde é "só um começo". A falta de insumos que vem sendo registrada em vários estados no país significa que o cenário pode piorar, diz o especialista. A escassez vai desde oxigênio até medicamentos como sedativos e bloqueadores neuromusculares, necessários para intubar pacientes graves com Covid-19.

Antes do pico do dia 26, o Brasil teve outros 6 recordes de mortes em 24h só em março, considerando os dados desde o início da pandemia. O primeiro foi no dia 2, com 1.726 vidas perdidas em apenas um dia. O número foi ultrapassado no dia seguinte, quando o país teve 1.840 mortes.

Depois, vieram os recordes de 9 e 10 de março, e, então, o do dia dia 16, quando 2.798 pessoas morreram. Depois, houve outro recorde no dia 23, quando 3.158 mortes foram registradas em apenas 24h. Esse foi superado pelo número de 3,6 mil óbitos.

Em São Paulo, o recorde mensal foi alcançado depois de o estado registrar 1.021 mortes em apenas 24 horas. Esse número, entretanto, não foi o mais alto visto em apenas um dia: o dia 26 teve 1.193 mortes, o sexto recorde de mortes diárias no estado só no mês de março. No dia seguinte, o estado teve mais de mil mortes em um dia pela terceira vez na semana.