Lewandowski retira sigilo de conversas da Lava Jato e dá acesso à defesa de Lula

Conteúdo liberado contém diálogos de Sergio Moro com procuradores da operação
Por Alexandra Teodoro

O ministro do Supremo Tribunal Federal ( STF ), Ricardo Lewandowski, tirou nesta segunda-feira (1) o sigilo de conversas entre o ex-juiz Sergio Moro e procuradores da Operação Lava Jato.

A defesa do ex-presidente Lula foi beneficiada com a decisão  e  o documento já foi anexado ao processo.

Foto: O AntagonistaEx-juiz Sérgio Moro
Ex-juiz Sérgio Moro

O ministro do Supremo Tribunal Federal ( STF ), Ricardo Lewandowski, tirou nesta segunda-feira (1) o sigilo de conversas entre o ex-juiz Sergio Moro e procuradores da Operação Lava Jato.

A defesa do ex-presidente Lula foi beneficiada com a decisão  e  o documento já foi anexado ao processo.

Lewandowski decidiu que o petista poderia ter amplo acesso ao material após a Polícia Federal não ter entregado a defesa de Lula as mensagens no final de janeiro, mesmo após o Supremo ordenar acesso imediato ao material.

Os diálogos foram apreendidos pela primeira vez na Operação Spoofing , quando hackers foram presos acusados de invadir celulares de diversas autoridades, como Sergio Moro, Deltan Dallagnol e Jair Bolsonaro.

Parte da conversa já havia sido divulgada na semana passada, e revelava que Moro, responsável pela força-tarefa, orientou procuradores na denúncia contra Lula no caso do triplex do Guarujá.

O material foi obtido pelo jornal Folha de S.Paulo. Nas 50 páginas do documento, classificado como “sigiloso”, o nome de “Lula” é citado 18 vezes.