Governo reduz em 12 mi previsão de vacinas para junho

Justificativa é o atraso na produção pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) da vacina da AstraZeneca
Por alexandra teodoro

O Ministério da Saúde reduziu nesta quarta-feira para 41,9 milhões a previsão de doses de vacinas contra covid-19 a serem recebidas em junho, ante estimativa anterior de 54 milhões de doses, devido a um atraso na produção pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) da vacina da AstraZeneca.

Em audiência de autoridades do ministério em comissão da Câmara dos Deputados, o secretário-executivo da pasta, Rodrigo Cruz, disse que a Fiocruz informou que reduzirá sua produção em 12 milhões de doses, após um atraso para receber insumos da China para o envase do imunizante.

Segundo ele, a previsão atual do ministério para junho inclui 20,9 milhões de doses da vacina da AstraZeneca fornecidas pela Fiocruz; 12 milhões de doses da vacina da Pfizer; 5 milhões de doses da CoronaVac envasadas pelo Instituto Butantan; e 4 milhões de doses da vacina da Pfizer a serem recebidas por meio do programa global Covax.