Em reunião com ministro da Saúde, Wellington cobra coordenação nacional

Governador do Piauí pediu ainda socorro a Marcelo Queiroga para abastecer a rede hospitalar
Por Alexandra Teodoro

O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias e coordenador do tema vacina do Fórum Nacional de Governadores, participou virtualmente nesta sexta (26) de uma reunião com recém-empossado ministro da saúde, Marcelo Queiroga. Dias cobrou de Queiroga que o Governo Federal assuma a coordenação nacional do combate ao coronavírus no Brasil.

Foto: AssessoriaReprodução
Reprodução

Durante a reunião, que teve a participação de quase todos os governadores do Brasil e Outros governadores e de integrantes do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), os gestores reiteraram a necessidade de uma imunização em massa e celeridade em ampliar o Plano Nacional de Vacinação. “Um dos nossos objetivos é que na próxima semana possamos chegar a vacinar 1 milhão de pessoas por dia, como prometeu o ministro”, afirmou Wellington.

Nesse primeiro diálogo oficial, os gestores entraram em consenso sobre a importância de tomar decisões de interesse coletivo, pautadas em estudos científicos. Os govenadores reivindicaram que o Governo Federal acelere a distribuição de vacinas, a disponibilização de novos leitos da UTIs e o auxílio financeiro às pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social. “Pedimos ainda que o ministro é interceda na elaboração de um plano de controle sanitário nos aeroportos, principalmente dos voos internacionais com regras de quarentena, para evitar a circulação do vírus pelo país”, comentou o governador do Piauí.

O chefe do executivo estadual destaca a importância desse tipo de diálogo. “Temos uma sintonia com os municípios e outros estados da federação e essa comunicação é bastante relevante. Fizemos um apelo ao presidente Jair Bolsonaro para criarmos com urgência, um comitê de acompanhamento da Covid-19 no Brasil. Essa integração entre Estado e Governo Federal é muito importante”, disse.