Coluna do Belo

Coluna do Belo

Coluna do Belo

INTO MORPHIN finaliza agosto lançando o EP Sick Songs for a Sicker World

Sick Songs foi totalmente gravado no estúdio Dogão Records, em Teresina – Piauí,
Foto: AssessoriaSick Songs foi totalmente gravado no estúdio Dogão Records, em Teresina – Piauí
Sick Songs foi totalmente gravado no estúdio Dogão Records, em Teresina – Piauí

A INTO MORPHIN, banda piauiense de doom/death metal, lançou em 20 de agosto de 2021, seu novo EP intitulado Sick Songs for a Sicker World, contendo seis músicas com o peso e a sonoridade característicos da banda.
Formada no final dos anos 90, a Into Morphin sempre buscou aliar o peso e agressividade do death metal com a parte mais sombria e melancólica do doom e dark metal, com algumas doses de influências externas ao metal. Depois das demos Shutt Your Systems Down e The Upcoming Blasphemy, a banda lançou seu debut CD, Enjoy the End, em 2015, e depois de uma reformulação em sua formação, apresenta seu trabalho mais robusto agora no ano de 2021.


Sick Songs foi totalmente gravado no estúdio Dogão Records, em Teresina – Piauí, produzido, mixado e masterizado por Fábio Dogão, entre os meses de outubro de 2020 e agosto de 2021, e conta com seis faixas:
Ground Zero, uma introdução instrumental remontando a um renascimento de um mundo devastado pelo caos e pela desordem causados pelo homem;

Forbidden Legacy, uma alusão ao comportamento autodestrutivo do ser humano, que acaba impedindo a transmissão do seu legado mais importante aos próprios descendentes: a convivência em um mundo pacífico e harmonioso;

The False Jester, música que estabelece um paralelo entre o absolutismo e a nova onda de governos autoritários surgidos no início deste século, onde o bobo da corte acaba por assumir o papel de rei, sob a bandeira da ignorância e do retrocesso;
Acid Rain, uma representação caótica do mundo dominado pelas religiões;
We, The Gods, uma ode ao antropocentrismo, em que o homem é seu próprio deus, e é condenado a arcar com as glórias e responsabilidades de suas atitudes;

Atlas, uma perspectiva intimista e metafórica acerca do peso de carregar injustamente o mundo nas costas. 
A formação atual da banda conta com:
Marcius Vinicius Reis nos vocais;
Acélio Júnior nas guitarras;
Hélio Santos nas guitarras;
Sérgio Araújo no baixo;
Jean Sousa na bateria.
Links de acesso:
https://www.facebook.com/into.morphin
https://www.instagram.com/intomorphinband/
https://www.youtube.com/playlist?list=OLAK5uy_mSkvthdvGHYsEL2psPjIwppG1hP6jbpW4

+ Coluna do Belo